Acreditar...


Confesso, sou daqueles que ficaram inevitavelmente marcados por “Música no Coração”, aquele musical de Robert Wise que dava todos os Natais à tarde e à noite e que no total já passou nas TVs portuguesas 1.322 vezes. Já não se trata de gostar ou não gostar, é daqueles que sei de cor de uma ponta à outra, incluindo as falas e as musiquinhas todas... e tem o dom de me fazer regressar um pouco à infância cada vez que o vejo.
Há justamente neste filme uma frase que se tornou bastante importante para mim e que me ajudou bastante em várias situações:

“Quando Deus nos fecha uma porta, abre sempre uma janela.”

Utilizei-a ontem mesmo, com um amigo que está a passar uma fase complicada. A versão corrente será o “há males que vêm por bem”, mas esta é carregada de misticismo e tem uma força diferente... Trata-se apenas de acreditar que as coisas vão melhorar, mesmo quando a nossa vida parece ter servido de base a Murphy para criar a sua Lei...

4 comentários:

Panthro disse...

Gosto muito de ti, John, mas este filme NAAAAAAAAAOOOOOOOO!!!


LOLOLOLOLOLOL

Mariana disse...

Gosto de acreditar...
Às vezes sabe bem... E muitas vezes é o que nos resta. Não temos outra hipótese.
E quando Deus me fecha uma porta, gosto de pensar que ele me vai abrir mais do que uma janela... Sou um bocado claustrofóbica!
Bem, e gosto do filme tb... E tu és viciado mesmo. Lol.

BEIJO*

Luis disse...

Sei perfeitamente que és maluco por esse filme. Não foram poucas as vezes que te apanhei no jardim, com um avental branco e o cabelo apanhado atrás, a andar à roda de braços abertos e a gritar, a plenos pulmões, "DA HILS ARALAAAAIBE UIDA SAUNDOV MIUUUUUSIIIIC...". De qualquer forma, independentemente do filme a que está associada, essa frase tem muito que se lhe diga. Pra mim, um gajo que acredite, consegue. Já conteceu comigo em muitas situações e, portanto, falo por experiência própria.

Daí que eu não tenha medo de me "afundar" debaixo de terra. Sei que se algum dia houver um desmoronamento (3 toques na madeira)e a porta da mina se fechar, a tal janela se vai abrir... :)

Desculpa lá, mas nesta primeira semana de trabalho so me dá pra associar tudo o que leio, ouço e escrevo ao universo em que me encontro lá por terras alentejanas...

Abraço

Jc disse...

Para os que não acreditam naquilo que o Mine's Man escreveu, eu, n pertencendo à familia, tenho fotos dessa história do jardim e do avental branco (a parte do cabelo apanhado atrás com uma fita de veludo azul, tb é verdade) . Vendo barato!! E se isto der uns trocados... quem vai com o JoNHe fazer a rails trip... sou eu!