Baby steps

Ao fim da tarde ela espevitou, finalmente. Estava especialmente animada e irrequieta a falar, a brincar, a atirar os bonecos todos ao ar. Era o momento ideal, tinha que ser!

"Ana, anda cá. Em pé, vá. Estás a ver a Carla ali no sofá? Vai lá, vai ter com ela, rápido!".

Risos, muitos risos. Um pequeno empurrão e aí vai ela! Um, dois, três, quatro passos e atira-se para o colo da Carla perdida de riso, como se já soubesse andar sozinha há que tempos, como se tivesse estado a gozar connosco este tempo todo! Depois voltou para mim, um, dois três passos e várias gargalhadas até se agarrar com força à minha perna, a balançar com o peso do rabo. Na terceira viagem ia caindo, assustou-se e já não lhe apeteceu mais.

Foram os primeiros passos a solo da minha afilhada, no passado Domingo. Um momento tão especial, tão grande, tão intenso que faltam as palavras para o descrever. Se há momentos que ficam para sempre, este é sem dúvida um deles...
-
[...e nunca a etiqueta "Passos dos Outros" encaixou tão bem...]

4 comentários:

Mariana disse...

Quase chorei... Até porque não estava lá! :(
Tantoa quis por a andar e nada! Bahh

Mas o q interessaé q andou... e segunda vai andar outra vez...ai vai, vai!

(Tive a fazer o livro do bébé dela.. Muito bom!)

Anónimo disse...

Bonito momento do teu blog, sim, senhor. Parabéns!

MJ disse...

E diz a madrinha que a 'quis pôr a andar'... Em que sentido??? E porque é que ela (Ana) não começou a andar ao pé de mim???? ;D

Aline disse...

Que lindo!!! Primeiros passos de uma longa jornada!!!Parabéns a ela e a todos que a incentivaram e a apoiaram(literalmente)