Revolutionary Road / Happy-Go-Lucky

Eu tinha um feeling especial acerca de Revolutionary Road. Algo me dizia que era daqueles filmes de que eu ia gostar mesmo, apesar de ter ficado praticamente esquecido nas listas de nomeados aos grandes prémios do ano. Não me enganei - Revolutionary Road é excelente!

O realizador Sam Mendes (Beleza Americana) retrata mais uma vez a classe média como só ele sabe fazer. Desta vez, recupera a química evidenciada por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet em Titanic acrescentando-lhe um factor preponderante: uma intensa carga dramática que eleva ao expoente máximo a qualidade inegável de ambos os actores. Ambos, repito, mas a verdade é que Kate Winslet é uma actriz dramática do outro mundo!

Revolutionary Road é duríssimo, muito forte mesmo, e chega a assustar quando nos apercebemos de que não é apenas ficção. É um espelho das nossas almas, um retrato cru, realista e intemporal do que somos e uma prova da grande diferença que existe entre o que sonhamos e aquilo que realmente acreditamos conseguir...

Classificação: 18

Também Happy-Go-Lucky me despertava grande curiosidade, em particular devido aos aplausos da crítica à qualidade do argumento e a Sally Hawkins, a protagonista. Para mim, foi desilusão.

Não se trata de um mau filme, mas curiosamente falta-lhe exactamente o que eu esperava - um argumento alegre, jovial, rápido e divertido e uma personagem principal com quem simpatizamos imediatamente. Não foi nada disso que eu vi.

Sally Hawkins no papel de Poppy é tão exagerada naquela alegria histérica que nos chega a pôr nervosos. Alguém dizia na net que "ninguém é assim tão alegre". Eu vou mais longe, aquela "alegria" mais parece por vezes um problema do foro psiquiátrico!

Quanto ao argumento... bem, Happy-Go-Lucky tem uma mensagem e esta acaba por passar, mas consigo pensar em dezenas de formas mais eficazes de o fazer! Existe ainda uma cena (a do vagabundo, claro) para a qual ainda não encontrei explicação e que parece cortada de um outro filme, completamente deslocada. Se alguém me puder explicar eu agradeço...

Classificação: 11

3 comentários:

MJ disse...

Não vi nenhum. Não posso comentar. Comento, no entanto, o facto de achar que andas cnasado e a dormir mal!!!! Eu explico:
"rande? máxiom? paricular?"???? isso é sinal de cansaço?? Ou serão os 30 que se aproximam??? Eh! Eh! (just kiddin'!)

MJ disse...

LOOOOL! "Cansado"

Varandas disse...

Gaffes corrigidas, madame censura! E eu ainda não escrevi nada em inglês, valha-me isso...