Oscars 2010 - O Ponto de Situação

A apenas dois dias da cerimónia de entrega dos Oscars, o meu objectivo está quase concluído. Faltam-me apenas 3 filmes que ainda conto ver até lá.

Como não quero chatear muito o pessoal que me lê e que já deve estar farto dos meus filmes (esta foi boa!) não vou escrever um artigo sobre cada filme que vi nas últimas duas semanas. Assim, muito resumidamente, cá vai:

An Education
Uma agradável surpresa. Um pequeno filme com gente muito grande, um elenco secundário excelente a suportar a actriz revelação da temporada (Carey Mulligan) que espreita o Oscar de Melhor Actriz. O argumento é muito bom e An Education está claramente entre os cinco melhores dos dez nomeados. Classificação: 17

In The Loop
Uma comédia half-american-half-british com tudo o que isso tem de bom e mau. É interessante, por vezes bastante divertido, mas nada de extraordinário. Classificação: 13

The Hurt Locker
Parece ser o grande candidato (sim, à frente de Avatar) a melhor filme do ano. Isto apesar de um dos produtores ter cometido um erro primário, tal como a personagem de Guy Ritchie no filme, ao fazer propaganda indevidamente. The Hurt Locker passou pelas nossas salas de cinema em Novembro e ninguém deu por ele. É um dos melhores filmes de guerra, com uma sensibilidade fora do comum e tem grandes momentos. Mas não é muito mais do que isso - está ainda longe de ser um daqueles filmes que nos marcam a sério. E esses é que são os que devem ganhar...
Classificação: 16

Precious
Que grande filme. Gostei mesmo muito de Precious, em especial das interpretações de Gabourey Sidibe e de Mo'Nique (esta última absolutamente arrebatadora, para mim a melhor interpretação do ano!). Precious mostra tudo, de uma forma crua, dura, com a crueldade que leva uma jovem de 16 anos a tentar pôr em texto escrito o seu Mundo e as únicas palavras que consegue juntar são Why Me?. Toca-nos bem lá no fundo, é daqueles filmes que devem existir para que nunca nos esqueçamos dos mundos alternativos que se cruzam diariamente com o nosso. Classificação: 18

Julie & Julia
Mais uma extraordinária Meryl Streep, ela que nem precisa de ganhar nada para provar que é a melhor actriz viva. A personagem é um pouco irritante, mas a interpretação é, obviamente, excelente. O filme em si é divertido mas um pouco longo demais. É perfeito para um Domingo à tarde. Classificação: 13

A Single Man
Colin Firth prova aqui que é um grande actor, ao dar vida a um homem que fica sozinho após a violenta morte do seu companheiro. A prestação é convincente e o apoio de Julianne Moore ajuda muito. Mas A Single Man é chato, muito chato e tem um ritmo demasiado lento para o meu gosto... Classificação: 11

The Messenger
Surpreendente. Desta não estava eu à espera. A par de An Education, o filme que mais gostei de ver até à data. O argumento é excelente, Woody Harrelson volta à sua melhor forma e a grande surpresa é mesmo Ben Foster que cria uma personagem que fica connosco. Daquelas que não se esquecem tão cedo. Grande filme! Classificação: 17

The Blind Side
Vê-se muito bem. É um filme tipicamente americano, para os americanos essencialmente, e tem a namoradinha da América, Sandra Bullock, num papel que me desilude pois estava à espera de muito mais. Mas o argumento é interessante - embora também seja bom para uma tarde de Inverno em casa... Classificação: 15

A Serious Man
Os irmãos Coen criaram o seu mundo muito próprio de comédia negra e este é o seu habitat natural, no qual dominam como ninguém os tempos de comédia, os pequenos gestos,as frases perdidas, os trejeitos. Em A Serious Man está tudo lá, em doses industriais. Diverti-me como já não me divertia desde Inglorious Basterds e adorei, mas reconheço que este não é para qualquer um. Percebo se alguém me disser que odiou... Classificação: 17

Domingo, se for a tempo (de os ver e de escrever sobre eles), ainda falo aqui de Invictus, Crazy Heart e Up...

3 comentários:

Mariana disse...

Bem...
An education, gostei bastante. E achei q ela esteve muito bem!

In the loop e hurt locker n me puxam nem por nada, mas ainda sou capaz de os ver.

Precious foi sem dúvida o filme q mais gostei!

Julie & Julia, nao achei mesmo nada de especial. Mas vê-se.

A single man, n me deste. lol

The Messenger gostei muito e achei q ele esteve bem tb.

The Blind Side, gostei bastante bem tb e n achei q a Sandra tivesse assim tão mal.

A serious man, desisti ao fim de 10 min e fui ver o Lost. Lol.

:)

Beijo*

Alexandre disse...

Precious deve ser um filme lindo! :]

ana disse...

O "Up" é tão girooooooo! :D