O Mal Cozinhado

Confesso que nunca tinha estado numa casa de fados. Falha grave, admito... Não sou o maior apreciador do mundo, mas no ambiente certo gosto bastante. Foi preciso ter dois companheiros de casa vindos do outro lado do Atlântico para abraçarmos essa experiência. Escolhemos o “Mal Cozinhado”, casa do séc XIV bem colada ao Douro e cujo site na internet prometia muito.

Resumidamente: o local é perfeito para o fado (com uma acústica fabulosa), a comida não é nada mal cozinhada apesar do nome do restaurante embora os preços sejam um exagero (já esperávamos, mas 20 euros por quatro batatas cozidas e um bife minúsculo cortado em quatro bocados é quase insultuoso) e o fado em si, esse, confirma-se: É bom quando é bem cantado, bem tocado, bem sentido. Mas a linha que separa o cantar com sentimento do ridículo é ténue, e quando ela é ultrapassada o fado está definitivamente arruinado. Uma das cantoras, a mais jovem, esteve excelente, arrepiante, muito bem. A outra, mais velha, com nome feito em casas de fado e com CDs para vender nos intervalos, perdeu algures na carreira (será que alguma vez teve?) o verdadeiro sentido do fado e transformou tudo aquilo num circo. Com berros desajustados, beijinhos a meio das canções e todo um teatro desnecessário...
Não vou voltar, é quase certo. Hei-de experimentar outros sítios para poder comparar devidamente. Mas houve um pouco de bom fado e pelo menos por isso já valeu a pena!
Restaurante Mal Cozinhado
Rua do Outeirinho,11 4050-450 Porto

Qualidade dos Pratos: 15
Qualidade do Serviço: 13
Tempos de Espera: 13
Preço: 8

CLASSIFICAÇÃO FINAL: 12

5 comentários:

Mariana disse...

Nunca fui a uma casa de fados. Mas quero ir! Já sabes onde tens de me levar um dia destes :)

Beijo*

ana disse...

Também nunca fui e acho um programa giro e diferente, mas um pouco excedido no orçamento de um estudante =P

Um Abraço!
(loooool)

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline disse...

Ora que pois!!!

Não foram lá as 4 melhores rodelas de batata que provei no Porto, mas ha de se exaltar o fado jovem , suave e envolvente que tive o prazer de ouvir...já quanto ao fado ficou por esse exemplo que não é como o vinho que quanto mais apurado, envelhecido melhor...meus ouvidos queriam fugir daquele lugar a certa horas de cantos agudos e beijinhos ....o Local é bem caracterizado e de certo para mim até assustador, como estar em um filme épico.
Mas foi muito válido ...até mais pelo passeio pelo Porto a procura de Farturas...hehehe

Ficamos agora a espera de novas descobertas Lusitanas...

Beijinho

Anónimo disse...

Mais caro que um Restaurante de 6* , ambiente frio por parte dos instrumentistas e proprietario , nao sei se fosse Turista Estrangeiro o acolhimento seria diferente ... Nao vou voltar e nao o recomendarei ...