A Deolinda

Cada vez que oiço Canção ao Lado, o álbum de estreia da Deolinda, fico um pouco mais orgulhoso por ser português. Estamos habituados a ouvir um ou outro single deles nas rádios portuguesas, e parece haver um certo consenso em relação a este novo estilo musical. No entanto, quando se ouve o álbum no seu todo, o quadro fica completo pois as músicas fazem mais sentido encaixadas umas nas outras.

Os elementos da Deolinda negam as influências do fado, mas na verdade o que acontece aqui é um reinventar, um modernizar do fado. É o fado progressivo! A voz de Ana Bacalhau é inesquecível e imagem de marca, mas aos poucos vamo-nos apercebendo que a formação e qualidade musical de todos os elementos da banda é excepcional!

Já disco de platina, Canção ao Lado é um álbum a não perder.

3 comentários:

Fana disse...

Assino em baixo!
Adoro o álbum...
E, só pra meter um bocado de nojo:P, devo dizer-te que amanhã vou vê-los!:P
Depois conto como foi...;)

Mariana disse...

É coincidência q hoje tenha andado a ouvir as músicas todas? LOL.
Se calhar não.

Mas gosto muito!

Beijo*

Fana disse...

Bem, fiquei de contar como foi...
Excelente!!!
O cenário é simples...uma pequena mesa com fotos e flores, uma cadeira vazia, um candeeiro, tudo a simular uma pequena tasquinha. E os panos de croché expostos estrategicamente... Um mimo!!!
Ana Bacalhau é uma verdadeira contadora de histórias. É genuína e expressiva.
E a surpresa de ouvir três músicas que me eram desconhecidas...a cereja em cima do bolo.:)
Tens de os ver!!!
Em Agosto voltam a Pte de Lima, serás avisado!;)
Beijos