The Office

Hoje dedico-me à árdua tarefa de explicar porque é que The Office (versão americana) é a melhor série da actualidade. Árdua porque os gostos são sempre relativos e principalmente porque há muito quem prefira a versão original da série, a versão inglesa.

Vi a versão inglesa completa e gostei muito - a verdade é que comecei a ver a versão americana porque a inglesa foi tão curta que me deixou com água na boca e a americana já ia na terceira série quando comecei a acompanhar. E a primeira temporada é, efectivamente, uma desilusão, pois é uma cópia mal amanhada da versão original e não convence ninguém. Steve Carrell tenta ser o patrão irritante, convencido, arrogante que Ricky Gervais tão bem criou e não se sai bem, vê-se que é um papel forçado, copiado. Os seis episódios da primeira série seguem este rumo de imitação barata.

Tudo muda quando The Office (versão EUA) avança para novas séries e ganha uma identidade própria. Steve Carrell liberta-se e cria o seu próprio Michaell Scott, um patrão completamente diferente do detestável congénere inglês. Um patrão mais emotivo, mais divertido, mas ao mesmo tempo mais sofrido, mais infeliz, mais humano! É como dizia alguém na net há dias, que Ricky Gervais despoletava raiva e indignação enquanto que de Steve Carrell chegamos a sentir pena...

Outra grande vitória desta série é o desenvolvimento das personagens, com especial destaque para o louco Rainn Wilson (Dwight) e para John Krasinski (Jim) e Jenna Fisher (Pam) que se revelam excelentes (as partidas que o Jim prega ao Dwight estão para além do indescritível). O estilo câmara ao ombro pode provocar algumas tonturas ao início, mas habituamo-nos rapidamente a ser voyeurs do dia-a-dia daquele simples escritório. A série vai na quinta temporada e respira saúde!

Sei que estamos a falar de um tipo de humor que não agrada a todos e que a minha tentativa de convencer as pessoas vai ser bastante infrutífera. Mas pelas gargalhadas profundas que só esta série me consegue arrancar, pela boa disposição com que fico sempre que vejo ou revejo um episódio, The Office merecia este artigo....

6 comentários:

Mariana disse...

Ja sabes o q acho disso.

Acho engraçado e tal, mas eu sou uma pessoa q não se ri com facilidade ao ver tv.

So ha dois programas q me fazem rir e nenhum deles é o 'The office'.
Só o 'Bruno Aleixo' e o 'How I met your mother'.
E esta sim, é, para mim, a melhor série da actualidade, desculpa lá!

Mas sim, o 'The Office' tem alguma piada.

Beijos*

Varandas disse...

Nada disso - How I Met Your Mother é a segunda melhor. Um dia destes escrevo sobre essa também...

Tinês disse...

Vocês, meus sobrinhos, são muito estranhos!!!
Às vezes, não sei bem como é que vocês são meus sobrinhos...
...
...
...
Mas não se assustem, gosto MUITO de vocês na mesma!

Varandas disse...

Hum... quem é que aposta que a Inês nunca viu o The Office e muito menos o How I Met Your Mother??? Eheheheh...

Pastilhas Júnior disse...

Nem vou comentar...
Pastilhas Júnior disse...
Nem vou comentar...

Tinês disse...

Continuo a achar que vocês, meus sobrinhos, são muito estranhos!!!
principalmente se pensam que eu emito opiniões... no ar!