Crónicas de um circuito europeu anunciado


Inesquecível. Chegou hoje ao fim o Interplane que eu e o Pastilhas protagonizámos, com alguns imprevistos sem os quais não teria a mesma piada mas com um saldo claramente positivo! Os leitores de Corda aos Sapatos conhecem-me bem e já adivinham que nos próximos dias vou escrever uma crónica por cada cidade que visitámos. Para já, marcando o regresso à normalidade do blog, deixo aqui algumas notas que poderão ser úteis para quem quiser um dia fazer algo semelhante.. Ou seja, o que ninguém se deve esquecer de levar para uma viagem destas:

- Factor preponderante: Uma boa mala. Esta, que comprei na Decathlon pela módica quantia de 35 euros, revelou-se uma excelente opção. Tem as medidas certas das viagens low-cost, Serve de mochila e de trolley (conforme a necessidade), é espaçosa, tem compartimento para bilhete e passaporte, é impermeável e muito resistente;
- Um bom casaco. Evitam-se montes de camisolas e nos dias quentes...leva-se na mão. O meu cumpriu até o fecho se ter auto-destruído a meio da semana, coitado;
- Sapatilhas velhas, gastas, confortáveis. E nada de pares suplentes. Pesam demais, ocupam espaço e são desnecessários em viagens de curta duração;
- Amostras dos líquidos todos, que agora os tipos dos aeroportos são mesmo chatos com isso: Perfumes, espumas da barba, desodorizantes, etc. Nem sempre é fácil - para adquirir um shampoo de 50cl fui obrigado a comprar um condicionador de 250cl (e eu nem sequer sei o que é nem para que serve um condicionador...);
- Medicamentos básicos (claro);
- Calças de fato-treino/pijama, a não ser que se pretenda a andar de roupa interior na distância que em muitos hostels separa os quartos dos chuveiros;
- Toalha de banho – nos hotéis há, nos hostels só alugando...
- Um impermeável daqueles que cabem num bolso do casaco (que grande ideia da mãe do Pastilhas...como é que eu não pensei nisso???);
- Para quem fuma, tabaco português que ele lá fora – excepto em Espanha - custa um balúrdio (esta era óbvia e não nos conseguimos lembrar...);
- Lenços de papel e sacos de plástico para separar roupas sujas/roupas molhadas, etc.;
- [Conselho do JC que eu ignorei e que nos ia custando caro] Para emergências, saber SEMPRE os números dos táxis dos países que se vai visitar...
- Mapas e guias turísticos de cada cidade – os da Wikitravel são altamente e ajudam imenso!

E penso que está aqui o essencial para evitar percalços. Bem sei que muitos destes tópicos são bastante óbvios, mas nem sempre isso faz com que a gente se lembre deles todos...

Quem é amigo, quem é???

3 comentários:

Jc disse...

Já tenho programa para a semana inteira... ler-te em cada cidade.




Aí vai crítica... continuo a achar que não há necessidade de te referires a "coisas" como hostels, e outras que tal, quando sabes perfeitamente que são pousadas da juventude ou só pousadas... Espero que a "MJ" te ralhe (muito) por "coisas" destas...


Grande abraço

JC

Pastilhas Júnior disse...

Sim, de um modo geral, deixaste os pontos essenciais sobre o que levar numa viagem deste género.
Penso que um par de sapatilhas extra (confortáveis, claro) também se adequava, mas isso são pormenores. :)
Quanto a "que grande ideia da mãe do Pastilhas...como é que eu não pensei nisso???": deixa lá. Com o ritmo que andas qualquer dia és mãe e pensarás também assim. :P

ana disse...

Isto para uma mulher...é complicado! =P eheheh