Saber Falar


Habituei-me a gostar de o ouvir nas Noites Da Má-Língua da SIC. Comunicador por excelência, Rui Zink (autor e professor universitário) é daquelas pessoas que falam com um à-vontade que nos mantém atentos, mesmo que o assunto em questão não nos interesse à partida. O mais interessante é que, apesar da cultura geral que o escritor obviamente possui, não escolhe o caminho das expressões e palavras caras. Utiliza sempre aquele discurso informal, de conversa de café, sem pudores ou falsas modéstias. E há permanentemente aquela sensação de que a qualquer momento pode sair uma “bomba” inesperada. Assim foi ontem, no programa Nuno e Nando da Antena 3, em que Rui Zink discorreu sobre vários temas, confessando pelo meio que já deu várias aulas ressacado e quase sem dormir, que já se “prostituiu” várias vezes aos canais de comunicação por motivos de força maior (audiências, vendas, projecção) e assumindo também que não é adepto do estilo de escrita pouco arrojado de Miguel Sousa Tavares.
Uma hora de conversa saudável e bem-disposta com o objectivo principal de promover o seu novo romance, “O Destino Turístico”. Comigo funcionou, pois não tendo nunca lido nenhum livro dele, fiquei mesmo com vontade. Pode ser que o Pai Natal esteja pelos ajustes...

2 comentários:

Margarida disse...

Acho inacreditável que já andes a cravar para o Natal... e ainda por cima um livro do Rui Zink... "Hades"-me calhar nas prendas, a ver se não te sai mais uma camisolinha de lã ou umas peúgas... ou "os lusíadas", se queres uma coisa mais intelectual...
bj

anónima disse...

Já gramo o Rui Zink por não gostar do M. S. Tavares que diz que os professores são os inúteis mais bem pagos do país. !!!!!Ah, e foi professor da Tia Inês...lol