Acidente de trabalho (surreal...)

Participação de sinistro

Exmos. Senhores:

"Sou assentador de tijolos. No dia 8 do passado mês de Junho estava a trabalhar sozinho no telhado de um edifício de 6 andares. Quando acabei o meu trabalho, verifiquei que tinham sobrado mais ou menos 250 kg de tijolos. Em vez de os levar à mão para baixo, decidi colocá-los num bidão e com a ajuda de uma roldana, a qual felizmente estava fixada num dos lados do edifício no 6o andar, fazê-los descer.Desci e atei o bidão com uma corda, fui para o telhado, puxei o bidão para cima e coloquei os tijolos dentro. Voltei para baixo, desatei a corda e segurei-a com forca de modo a que os 250 kg de tijolos descessem devagar. Como eu só peso 80 kg, qual não foi a minha surpresa quando repentinamente saltei do chão, perdi a minha presença de espirito e esqueci-me de largar a corda. É desnecessário dizer que fui içado do chão a grande velocidade. Na proximidade do 3o andar, embati no bidão que vinha a descer, isto explica a fractura no crâneo e a clavícula partida.
Continuei a subir a uma velocidade ligeiramente menor, não tendo parado até os meus dedos estarem entalados na roldana. Felizmente já tinha recuperado a minha presença de espirito e consegui agarrar-me à corda. Mais ou menos ao mesmo tempo, o bidão com os tijolos caiu no chão e o fundo partiu-se. Sem tijolos, o bidão pesava mais ou menos 25 kg. Como podem imaginar, comecei a descer rapidamente. Próximo do 3o andar encontrei o bidão que vinha a subir, o que explica a fractura nos tornozelos e as lacerações nas pernas, bem como na parte inferior do corpo. O encontro com o bidão diminuiu a minha velocidade de descida o suficiente para minimizar os meus sofrimentos quando cai em cima dos tijolos. Felizmente só fracturei 3 vértebras. Lamento no entanto informar que, quando me encontrava em cima dos tijolos, com dores, incapacitado de me levantar, e a ver o bidão lá em cima, perdi novamente a presença de espirito e larguei a corda. Obviamente que o bidão pesa mais que a corda, então este desceu, caindo em cima das minhas pernas e partindo-se imediatamente, bem como as minhas pernas.

Espero ter dado a informação detalhada de como ocorreu o acidente."

1 comentário:

Francisco Gonçalves disse...

lol... não foste tu pois não???? eheheheheh

é que depois de para-choques, neve e incêndios, não me espantava mesmo nada...

e um comentário no cdc montalegre, não??

http://cdcmontalegre.blogspot.com

abraço